Cuanza Norte: Polícia detém cidadão por venda de carne de cão

Policia Nacional de Angola (RNA)

Um cidadão, cuja identidade não foi revelada, foi detido no fim-de-semana, no bairro Cacoso, município de Lucala, a 38 quilómetros de Ndalatando, capital da província do Cuanza Norte, pela Polícia Nacional, quando alegadamente, preparava carne de cão para comercializar.

O facto vem expresso no relatório do fim-de-semana do comando provincial da corporação, a que à Angop, teve , segunda-feira, acesso, em Ndalatando, que indica que a ocorrência consta do total de 15 crimes de natureza diversa registados, as ultimas 72 horas no Cuanza Norte, denotando-se o aumento de oito delitos em relação ao idêntico período anterior.

Segundo o informe ocorreram no período em referência sete furtos, três casos de ofensas corporais voluntárias, uma ameaça com arma de fogo, um dano, uso de moeda falsa, uma posse ilegal de arma de fogo assim como um caso de sanidade urbana, traduzida na venda de carne de cão, que resultaram na detenção de sete cidadãos por suposto envolvimento em práticas delituosas.

O documento indica que foram esclarecidos nove dos 15 crimes notificados, permitindo o alcance de uma operactividade policial á ordem de 61 por cento.

Administrativamente, os crimes ocorreram nos municípios de Cazengo (município sede da província), com 12 casos, assim como Lucala, Banga e Golungo Alto, com um delito cada.

Em relação à sinistralidade rodoviária, o informe aponta o registo de dois acidentes de viação, mais um em relação ao período anterior, que resultaram em um morto (+ 01), 29 feridos (+ 28) e danos materiais calculados em três milhões de kwanzas.

Os mesmos, cuja natureza e causas não foram especificadas, ocorreram no município do Cazengo. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA