Cuanza Norte: Plantas ornamentais alvos de vandalismo em Camabatela

Cuanza Norte: Panorâmica da vila de Camabatela, sede do município de Ambaca (Foto: Diniz Simão)

As mais de 180 arvores ornamentais plantadas em Camabatela, no âmbito do programa vila verde, visando a arborização da sede municipal de Ambaca, Cuanza Norte, estão a ser vandalizados pelos populares.

A informação foi avançada hoje à Angop, em Camabatela, pelo coordenador do projecto, Adelino João Beca, adiantando que consta entre as plantas espécies de moringas, acácias e pinheiros.

Esclareceu que a plantação teve início em Novembro de 2015 e, previa-se a colaboração dos munícipes, através de rega e conservação das plantas, facto que não está a acontecer, o que provocou o desaparecimento de grande número de plantas ornamentais.

Salientou que projecto que será extensivo à vários bairros da sede municipal contemplou nesta primeira fase as ruas da vila de Camabatela por registarem um déficit de arborização, agravado com o facto de as poucas árvores existentes estarem já velhas.

Adelino Beca lamentou o facto de mais de 60 por cento das plantas terem desaparecidas por falta de protecção dos munícipes, razão pela qual, a administração municipal vai reforçar a informação sobre a importância das plantas para o meio ambiente.

O responsável referiu que a segunda fase do projecto vila verde será lançada na próxima época chuvosa, tendo como foco a periferia de Camabatela onde a desarborização ainda constitui uma grande preocupação, nomeadamente nos bairros Henda, Azul e Garcia Neto.

Realçou que o projecto consta dum plano da administração que visa dar uma imagem mais verde e alegre à vila, substituindo a velha arborização que já não se encaixa nos novos padrões de urbanização, por outra mais moderna e saudável.

Aconselhou as pessoas a protegerem as poucas plantas que restam e a manterem-se vigilantes, denunciando qualquer acto ou tentativa de vandalização das mesmas. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA