Cuanza Norte: Escassez de água potável no Golungo Alto será ultrapassada em breve

Vila do Golungo Alto terá mais água a partir de 2017 (Foto: Lucas Leitão)

A escassez de água potável na vila do Golungo Alto, sede do município com o mesmo nome, resultante de dificuldades de captação e distribuição, será ultrapassada com a construção, em curso, de um novo sistema de abastecimento.

A informação foi avançada neste sábado à Angop, naquela circunscrição, pelo director municipal dos serviços técnicos e económicos da administração local, Marciano Agostinho Miguel, adiantando que está em construção, desde Março transacto, um novo sistema de captação, tratamento e distribuição de água, a partir do rio Zenza, distante a 25 quilómetros.

O projecto, cujas obras estão adjudicadas à empreiteira chinesa SINOHIDRO contempla também a implantação de 470 ligações domiciliárias bem como a construção de 23 novos chafarizes e vai beneficiar cerca de 18 mil habitantes.

A conclusão do empreendimento inserido no âmbito do programa água para todos está prevista para Março de 2017.

Actualmente, a vila do Golungo Alto e seus arredores se abastecem de água a partir da nascente de Cacole, localizada há um quilómetro da zona urbana.

A incapacidade de fornecimento de água do actual sistema que remonta da década de 50, agravada pela degradação da tubagem de adução tem transtornado a aquisição do referido líquido por parte da população

Para além de jorrar em pouca quantidade a água é diariamente fornecida apenas das 6 às 9 horas. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA