Cimeira dos Chefes de Estado da ACP adopta Declaração de Waigani

Job Graça - Ministro do Planeamento e do Desenvolvimento Territorial representou Angola na cimeira (Foto: F. Miúdo)

A Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo dos Países de África, Caraíbas e Pacífico (ACP), realizada em Port Moresby, Papua Nova Guiné, encerrou exitosamente os seus trabalhos, a 1 de Junho último, com a aprovação da Declaração de Waigani.

A Declaração contém os princípios para a concretização do lema “Reposicionando o Grupo ACP para responder os Desafios do Desenvolvimento Sustentável”.

Os Chefes de Estado e de Governo, recordando o Acordo de Georgetown que institucionalisou o Grupo e a Declaração de Sipopo de 2013, expressaram a sua convicção de que a força, unidade e solidariedade entre os Estados Membros sustentarão o futuro do Grupo, num mundo em mudança com desafios e oportunidades.

Afirmaram a sua determinação em posicionar o Grupo ACP como “player” influente na Governação Económica e na Política Global.

Na sua Resolução Final, a Cimeira tomou nota e aceitou o Relatório sobre o Futuro dos ACP elaborado pelo Grupo de Eminentes Personalidades (GEP) – que felicitou e mandatou o Conselho de Ministros a preparar, diligentemente, a implementação das referidas recomendações, sujeitas às prévias consultas a nível nacional e regional, a realizar-se até final de 2016.

As recomendações do relatório referem-se, entre outros aspectos, ao futuro mandato do Grupo a assentar nos pilares do comércio e crescimento, diálogo e política e cooperação para o desenvolvimento e tecnologia.

A delegação angolana, liderada pelo ministro do Planeamento e do Desenvolvimento Territorial, Job Graça, deixou já Port Moresby, a caminho de Angola. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA