Campanha para Grã-Bretanha ficar na UE assume liderança após morte de parlamentar, mostra pesquisa

"Brexit". (Reuters)

A campanha para a Grã-Bretanha permanecer na União Europeia (UE) conseguiu uma vantagem de três pontos percentuais sobre a campanha por deixar o bloco antes do referendo marcado para a próxima quinta-feira, de acordo com a primeira pesquisa de opinião realizada após o assassinato de uma deputada trabalhista.

A pesquisa Survation para o jornal Mail on Sunday mostra que a opção ficar na UE tem 45 por cento dos votos, enquanto que a opção sair regrediu para 42 por cento, de acordo com a agência de notícias Press Association.

Pesquisa anterior tinha mostrado o voto sair da UE à frente, com 45 por cento. Este pesquisa foi publicada na quinta-feira, pouco antes que a deputada Jo Cox, do Partido Trabalhista de oposição, ter sido baleada e esfaqueada até a morte por um homem que proclamou “morte aos traidores, liberdade para a Grã-Bretanha” quando compareceu neste sábado perante um tribunal.

A nova pesquisa Survation foi realizada na sexta-feira e sábado. (REUTERS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA