Cameron tranquiliza europeus e pede confiança aos britânicos

(EURONEWS)

David Cameron tranquiliza os cidadãos europeus que trabalham no Reino Unido e afirma que o país não vai voltar as costas à EU.

O primeiro-ministro e o líder da oposição, o trabalhista Jeremy Corbyn, discursaram na Câmara dos Comuns sendo a primeira reunião parlamentar após o referendo de domingo que irá conduzir o Reino Unido fora da União.

“Não foi o resultado que eu queria, nem o resultado que eu acredito ser o melhor para o país, mas não pode haver dúvida sobre o resultado. É claro que mantenho o que disse sobre os riscos. Vai ser difícil. Nós já vimos que vai haver ajustamentos na economia, nas complexas questões constitucionais e nova negociação para realizar a saída da Europa. Mas claramente o meu gabinete concordou esta manhã que a decisão deve ser aceite e o processo de aplicação da decisão deve ser feito da melhor maneira possível deve agora começar “.

Cameron recusa acionar imediatamente o artigo 50, pelo menos até outubro. A sua maior preocupação é para já a estabilidade do país nos setores da economia e segurança. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA