Cai o terceiro ministro de Temer: Henrique Alves pede demissão após delação

(José Cruz/Agência Brasil)

Após ser citado na delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB), pediu demissão na tarde desta quinta-feira (16), segundo informou a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

Henrique Alves foi acusado por Machado de receber R$ 1,55 milhão em propinas entre os anos de 2008 e 2014: através do conglomerado Queiroz Galvão, ele teria recebido R$ 500 mil em 2014; R$ 250 mil em 2012 e R$ 300 mil em 2008.

Além disso, segundo o delator, outros R$ 500 mil foram pagos a Alves em 2010, pela Galvão Engenharia.

Após as demissões de Romero Jucá, que ocupava a pasta de Planejamento, e de Fabiano Silveira, que chefiava o Ministério da Transparência, esta é a terceira demissão de ministros em pouco mais de um mês do governo interino de Michel Temer por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras investigado pela Operação Lava Jato. (SPUTNIK)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA