Brexit: empresas terão de adaptar-se a nova realidade

"Brexit". (Reuters)

Motor da economia britânica, as pequenas e médias empresas deverão adaptar-se à nova realidade do “Brexit”.

Simon Smallwood dirige uma PME, com 10 empregados, que oferece assistência a britânicos à procura de casas ou terrenos na Europa, em particular em França e Espanha.

Já nos meses da campanha para o referendo no Reino Unido, o volume de negócios tinha caído para metade.

Simon Smallwood: “A maior inquietude está relacionada com as taxas de câmbio, porque é aquilo que vai afetar de forma mais direta a decisão dos compradores. A forma como tudo evoluirá nos próximos meses vai influenciar a capacidade que terão as empresas para se recomporem de um resultado que não estavam nada à espera.”

A curto prazo, a forte queda da libra britânica face ao dólar e ao euro pode, no entanto, resultar num ganho de competitividade para um grande número de empresas no Reino Unido. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA