Apresentada candidatura de José Eduardo dos Santos à presidência do MPLA

Roberto de Almeida (Esq.) faz entrega formal da candidatura de José Eduardo dos Santos à liderança do MPLA (Foto: Clemente dos Santos)

A entrega formal da candidatura de José Eduardo dos Santos à presidência do MPLA teve lugar esta quinta-feira, em Luanda, num acto que contou com a presença de membros do Bureau Político, Comité Central, de primeiros secretários provinciais, entre outras entidades ligadas ao partido.

Durante a cerimónia, que teve lugar na sede deste partido, o Vice-presidente do MPLA, Roberto de Almeida, fez a entrega dos documentos que formalizam esta candidatura ao primeiro coordenador ajunto da mesma, Pedro Sebastião.

Ao intervir no acto, Roberto de Almeida disse que José Eduardo dos Santos, desde os tempos de acção clandestina, partida para o exterior e integração no luta pela libertação de Angola, demonstrou ser um nacionalista convicto, combatente decidido e forjado nas dificuldades enfrentadas ao longo de um percurso que exigiu sacrifício, determinação e entrega total.

Referiu que ”longe de ser um privilégio, o cargo de Presidente do MPLA acarreta um somatório de encargos e responsabilidades que exigem fortes qualidades de liderança, dedicação e inteligência, sentido de conciliação, tolerância e experiência partidária”.

De acordo com Roberto de Almeida todas estas qualidades são evidentes no cidadão e militante José Eduardo dos Santos, confirmadas pela sua notável acção como incansável obreiro da reconstrução, estratega político, diplomata e militar, o que faz dele a mais acertada opção para os militantes, amigos e simpatizantes do partido.

Referiu que, nos termos do artigo 76 dos Estatutos do partido “o Presidente do Partido é o órgão individual que dirige, coordena e assegura a orientação política do partido, garante o funcionamento harmonioso dos seus órgãos e organismos e representa-o perante os órgãos públicos e perante os partidos políticos e organizações a nível internacional”.

Por sua vez, o membro da Subcomissão de Candidaturas, Pedro Sebastião, que recepcionou os documentos, salientou as competências deste órgão que são as de receber e analisar a conformidade das propostas aos órgãos individuais e colegiais de direcção do MPLA, aos vários níveis.

Salientou que a mesma recebe esta candidatura com elevado sentido de responsabilidade, bem como o facto de ter sido a primeira candidatura formal entregue.

Neste sentido, acrescentou, ela irá desencadear o processo de análise da conformidade com os princípios estabelecidos nos estatutos e regulamentos do partido, de modo a remeta-la aos órgãos competentes do Congresso para os devidos efeitos.

Recordou ainda que, à luz do processo orgânico do Congresso, o prazo para formalização de candidaturas continua em aberto.

De acordo com os regulamentos internos do partido, a apresentação de candidaturas aos órgãos individuais e colegiais de direcção do partido no escalão nacional para o devido tratamento pela subcomissão competente deve ocorrer no período de 15 de Junho a 14 de Julho.

A 11 de Março de 2016, o Comité Central do MPLA, na sua XI sessão ordinária considerou José Eduardo dos Santos, fruto da sua visão estratégica e elevada capacidade de liderança como um militante bem preparado e adequado para continuar a dirigir os destinos do MPLA. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA