Angola presente na reunião sobre armas ligeiras e de pequeno calibre

Sede da ONU, New York City, New York, USA (DR)

O Segundo Comandante da Polícia Nacional, Comissário-Chefe Paulo de Almeida, participa desde segunda-feira, em Nova Iorque, na 6ª Reunião Bienal de Avaliação da Implementação do Programa de Acção para a Prevenção, Combate e Erradicação do Comércio Ilícito de Armas Ligeiras e de Pequeno Calibre em Todos os seus Aspectos.

De acordo com uma nota da missão diplomática angolana juntos das ONU enviada a Angop, o encontro, a decorrer até sexta-feira próxima, na sede das Nações Unidas, está a avaliar a aplicação desse programa – a nível nacional e regional – através de acordos entre organizações regionais e sub-regionais – e a nível global e à luz da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

A avaliação da aplicação do Instrumento Internacional que permite aos Estados identificar e rastrear de forma atempada e fiável armas ligeiras e de pequeno calibre ilícitas, incluindo os recentes desenvolvimentos com armas de pequeno porte e tecnologia de armas ligeiras e suas implicações, consta também da agenda do encontro.

A reunião analisa igualmente a cooperação internacional e a assistência para a aplicação integral e efectiva do Programa de Acção e do Instrumento Internacional de Rastreio, incluindo o desenvolvimento de capacidades, tal como a maneira de fortalecer a implementação desses mecanismos através do fornecimento de treinamento, equipamento e transferência de tecnologia.

A forma de assegurar a adequação, eficácia e sustentabilidade da assistência para a implementação do Programa de Acção e do Instrumento Internacional de Rastreio, incluindo assistência financeira e técnica, é outro aspecto em consideração.

A delegação angolana integra o Chefe do Departamento de Armamento e Explosivos da Polícia Nacional, Comissário Victor Emanuel Almeida Clinton, o Inspector-chefe Martins Manuel Diogo, do Departamento de Intercâmbio Internacional da Polícia Nacional, e diplomatas da Missão Permanente da República de Angola junto das Nações Unidas, em Nova Iorque.

Nos dias 2 e 3 do corrente mês, a delegação chefiada pelo Comissário-Chefe Paulo de Almeida participou na cimeira dos chefes de Polícia das Nações Unidas, que fez a revisão da contribuição evolutiva da Polícia da ONU para as operações da paz, mormente o acompanhamento estatístico, observação e relatório, ao policiamento inteiro e o apoio operacional para proteger civis, reforma e outras funções consultivas.

Na reunião, efectuou-se igualmente uma revisão geral sobre as ameaças globais actuais e emergentes que afectam as operações de paz, incluindo o crime organizado em todas as suas formas, a violência e o extremismo. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA