Atlas angolano com 400 répteis e anfíbios e 20 novas espécies a caminho

(Foto: D.R.)

Angola lança até final deste ano o primeiro atlas nacional de répteis e anfíbios, reunindo mais de 400 referências identificadas nos últimos 200 anos, mas até 2019 prevê-se ainda a descoberta de até 20 novas espécies.

O projeto está a cargo do Instituto Nacional de Biodiversidade e Áreas de Conservação de Angola (INBAC) e é coordenado pelo português Luís Ceríaco, igualmente curador de répteis e anfíbios do Museu Nacional de História Natural e da Ciência de Lisboa, consistindo nesta primeira fase na recolha bibliográfica da herpetofauna (répteis e anfíbios) angolana conhecida desde o século XIX.

Conforme explicou o especialista português à Lusa, em Luanda, o atlas, com toda a informação histórica recolhida em Angola até ao presente, será lançado até final do ano e incluirá cerca de 110 espécies de anfíbios e 300 de répteis. (cmjornal)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA