A nova fábrica da Refriango

(Foto: D.R.)

A mais internacionalizada das marcas angolanas abriu uma nova fábrica, onde investiu 50 milhões de dólares, e lançou a ‘Tigra’, a marca de cerveja do grupo.

exame5A Refriango mantém-se com os níveis de produção em crescimento. A demonstrá-lo, o seu mais recente investimento: 50 milhões de dólares numa nova unidade de produção de cerveja e no lançamento da cerveja Tigra que, só em publicidade, vai custar ao bolso da empresa mais de 800 milhões de kwanzas.

João Sampaio, administrador da Refriango, sublinha que o investimento associado a este negócio foi efectuado com capitais próprios, sendo que as campanhas de comunicação de publicidade e assessoria de imprensa serão feitas com grandes parceiros estabelecidos em Angola, “o que demonstra, afirma, que este projecto desde a sua génese de construção de marca até ao produto final é, de facto, um projecto dos angolanos”.

Considerado como um dos maiores investimentos em tempo de crise, a Tigra está disponível em todo país, com previsão de exportação para mais de 20 mercados. Segundo João Sampaio, administrador da Refriango, a Tigra tem 5% de álcool, os seus ingredientes são naturais, certificados e está disponível nos formatos mini de 25cl saca fácil, garrafa de tara retornável com 33cl e numa lata Sleek de 33cl.

“Este novo produto que apresentamos ao povo angolano é elaborada com a tecnologia mais moderna, num processo inovador de tripla filtração que garante um sabor único, suave e uma cerveja fácil de beber”, refere João Sampaio.

Os ingredientes da Tigra são directamente importados de fornecedores oriundos de países como a Alemanha, Holanda, França e Portugal. A nova marca da Refriango vem reforçar um portfólio que conta já com cerca de 15 marcas nas categorias de águas, sumos, refrigerantes, vinhos e vodka ‘ready- to-drink’.

Nova unidade do Kikuxi

A Refriango investiu na nova unidade de produção de cerveja 50 milhões de dólares. A mesma situa-se no complexo industrial da empresa, no Kikuxi, tem uma capacidade inicial de produção anual que ronda 50 milhões de litros e vai gerar 150 postos de trabalho que vai reforçar o quadro actual que está constituído por mais de 4500 funcionários.

Registos

  • RECORDE A nova fábrica foi concretizada no tempo recorde de, aproximadamente, 18 meses.
  • ‘GARRA’ Tigra, o nome da nova cerveja da Refriango, procura invocar valores associados à personalidade do consumidor angolano como ‘garra’, audacidade, determinação.
  • MENOS RESSACA A estirpe de levedura utilizada na Tigra, revela a Refriango, garante que durante a fermentação seja produzido um tipo de álcool que diminui o efeito de ressaca no dia seguinte

JOÃO SAMPAIO: O administrador da Refriango sublinha que este é ‘um projecto dos angolanos’

JOÃO SAMPAIO: O administrador da Refriango sublinha que este é ‘um projecto dos angolanos’

Por outro lado, o administrador esclarece que a empresa também tem vindo a investir na mão-de-obra, pelo que a formação é também uma realidade do grupo, sendo fundamental para o desenvolvimento das marcas da Refriango. “A formação abrange diversas áreas técnicas:

tecnologia cervejeira, processo de fabrico, controlo da qualidade em cerveja e análise sensorial”, aclara o responsável.

João Sampaio explica que a fábrica tem três linhas de produção e é considerada avançada, com tecnologia que permite um rigoroso controlo de qualidade e a máxima segurança alimentar e assegura que o produto é estritamente controlado de forma automática e computadorizada, para que o resultado final garanta a máxima qualidade.

O responsável refere que as condições estão criadas para o aumento da produção e que a ‘Tigra’ também entra agora no mercado português, onde os produtos da empresa angolana já são comercializados.

Uma das maiores de África

exame2A unidade da Refriango que está localizada no Kikuxi, a sul de Luanda, é uma das maiores unidades industriais do continente africano, abarcando um complexo industrial de 42 hectares. Dotado da mais moderna tecnologia, produz mais de 150 produtos entre refrigerantes sumos, néctares e águas, e detém mais de 24 linhas de enchimento para todos os tipos de embalagem.

A empresa do Huambo é autónoma e independente da Refriango, e surgiu da oportunidade de criar um ponto de produção das marcas da empresa nas províncias, que têm vindo a ter um crescimento muito importante, permitido igualmente uma distribuição mais rápida dos produtos nos “corredores” Sul e Oeste do país”.

Registe-se que Angola já dispõe de capacidade industrial para abastecer, na totalidade, o mercado de consumo de águas, refrigerantes, sumos e cervejas.

Para melhor servir o mercado nacional, a empresa angolana conta ainda com uma frota de distribuição com cerca de 350 veículos que levam os seus produtos a todos os pontos de venda do mercado formal.

“A distribuição é feita de Cabinda ao Cunene, do Litoral aos Leste, com uma capacidade logística que cobre todo o território nacional e com capacidade para chegar a qualquer parte do mundo.

exame3A EXAME apurou que a Refriango tem uma capacidade total de produção já instalada de mais de 4 600 milhões de litros por ano para um consumo total de mercado de cerca de 2 700 milhões de litros, dos quais cerca de 500 milhões de litros são de marcas importadas.

No seu o portefólio constam marcas como Blue, Pura, Speed e Nutry e vários projectos de responsabilidade social, entre eles o projecto “Dá Vida ao Futuro”, o projecto Nutry Maternidades, uma iniciativa que apoia as mães e onde oferece kits na maternidade; a iniciativa VoleiBlue, um projecto desportivo e social iniciado em 2013, dirigido a cerca de 3 mil crianças em 12 escolas e que as incentiva a praticar voleibol diariamente, ocupando os tempos livres, promovendo o desporto e contribuindo para a melhoria da saúde destas crianças.

Presente em Angola desde 2005, com os primeiros negócios em comercialização e distribuição de produtos alimentares e bebidas, a empresa angolana tem nos últimos anos conquistado o mercado internacional como é o caso de países como Moçambique, Namíbia, Congo-Brazzaville, Zâmbia, Portugal, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Nigéria, África do Sul e República Democrática do Congo.

PARCERIA

A Refriango desenvolveu uma parceria com o Instituto Doemens, na Alemanha, uma das mais antigas e importantes escolas de cerveja do mundo e onde os mestres cervejeiros identificaram as notas gustativas e aromáticas que mais agradam aos consumidores angolanos. Na produção da nova cerveja foi introduzida a ‘Tripla Filtração’, uma sequência de um processo de filtração em que a cerveja passa por diversos filtros. (exame.ao)

Por: Jorge Salvador

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA