Voo MS804: Ministro egípcio diz que atentado é mais provável que falha técnica

(EURONEWS)

O ministro da aviação egípcia, Sherif Fathi, afirmou como mais provável a hipótese de um ataque terrorista do que a de falha técnica para o desaparecimento do Airbus320, da companhia EgyptAir, num voo entre Paris e o Cairo (voo MS804), na madrugada desta quinta feira.

Afastar a hipótese de falha técnica pareceu o mais importante para o ministro egípcio, que afirmou: “Os procedimentos de segurança para aviões são internacionais, o avião passa por várias verificações securitárias, tal como os passageiros são controlados em diferentes pontos. De acordo com as leis em vigor nos aeroportos de todo o mundo, um avião nunca teria autorização para voar até se verificar que é seguro.”

Este desastre aéreo vem somar-se a outros incidentes recentes, reforçando nas autoridades egípcias a necessidade de controlar e prever ameaças securitárias que redundem em enormes perdas económicas.

Até agora, apesar da actividade da equipa de busca internacional, o único facto é o do desaparecimento do avião e das 66 pessoas a bordo, apesar de as teses se multiplicarem.

O último contacto com o aparelho foi feito em espaço aéreo grego e tudo parecia normal, segundo os controladores aéreos. O contacto seguinte, com o avião prestes a sobrevoar espaço aéreo egípcio, foi infrutífero. Dois minutos depois, desaparecia dos radares. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA