Turquia: Tribunal condena jornalistas por “revelação de segredos” (vídeo)

(EURONEWS)

Dois jornalistas turcos foram condenados a mais de 5 anos de prisão, por um tribunal de Istambul.

Can Dundar e Erdem Gul trabalham para o jornal oposicionista Cumhuriyet, e foram acusados pelo Governo de Ancara de “revelação de segredos” quando publicaram fotografias de um alegado envio de um carregamento de armas da Turquia para a Síria.

Horas antes da leitura da sentença, Can Dundar foi alvo de um atentado.

“Esta sentença não é apenas para nos reprimir e silenciar. Estas balas não foram disparadas apenas para nos silenciar, reprimir e impedir o nosso jornal de trabalhar, mas ao mesmo tempo, esta é uma tentativa de assassinato que tem como objetivo intimidar os meios de comunicação social turcos e provocar-nos medo de escrever”, assegura Dundar.

Durante a manhã, um homem disparou contra Can Dundar em frente ao edifício do tribunal.

O projétil falhou o repórter mas acabou por ferir, sem gravidade, outro jornalista.

O agressor foi detido pelas autoridades.

Segundo a Reuters, uma das denúncias, que levaram às condenações, partiu do presidente turco Recep Tayyip Erdogan.

Associações de defesa de Direitos Humanos condenaram, já, o caso e os receios da Comunidade Internacional sobre a liberdade de imprensa na Turquia aumentaram. O país é membro da NATO e candidato à União Europeia. (EURONEWS)

por Miguel Roque Dias | com REUTERS

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA