Tribunal de Bissau anulou expulsão de Baciro Djá do PAIGC

Baciro Djá, político guineense. Imagem de Arquivo (AFP FOTO / SIA KAMBOU)

O Tribunal Regional de Bissau anulou a expulsão de Baciro Djá do PAIGC, partido no poder. Baciro Djá fazia parte dos 15 membros do PAIGC que foram expulsos pelo movimento de Domingos Simões Pereira.

A decisão do Tribunal Regional de Bissau foi publicada na quinta-feira e anulou a expulsão de Baciro Djá do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), partido no poder.

Em entrevista à RFI, Baciro Djá mostrou-se satisfeito com a decisão da justiça e espera agora bom senso do líder do partido, Domingos Simões Pereira, na sua reintegração.

Igualmente em entrevista à RFI, Baciro Djá, reagiu às três propostas de Cipriano Cassamá, presidente do Parlamento, para sair da crise política. A primeira seria o PAIGC e o PRS formarem um governo, a segunda seria um primeiro-ministro do PAIGC mas um Governo do PRS e a terceira seria um Governo do PRS liderado por Domingos Simões Pereira.

De referir que o Parlamento continua, por enquanto, num impasse visto que pelo terceiro dia consecutivo os trabalhos foram suspensos por falta de entendimento entre os deputados, nomeadamente no caso específico dos 15 parlamentares expulsos mas que a justiça mandou reintegrar no hemiciclo. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA