SME regista aumento do movimento migratório na fronteira com a RDC

Insígnia do Serviços de Migração e estrangeiros de Angola (Foto: Tarcísio Vilela)

Setecentos e 74 movimentos migratórios nos dois sentidos da fronteira com a República Democrática do Congo(RDC) foram registados pelo Serviço de Migração e Estrangeiros(SME) na província do Zaire, nos últimos sete dias, mais 110 registos em relação à semana anterior.

A informação foi difundida neste domingo, em Mbanza Congo, pela Rádio Zaire do grupo Rádio Nacional de Angola (RNA), através do programa radiofónico do comando local da polícia nacional.

O mesmo programa informou que 272 cidadãos nacionais e estrangeiros entraram de forma regular no território nacional, ao passo que 502 outros saíram em direcção aquele país vizinho, dos quais 435 nacionais e 67 da RDC.

Na vertente da imigração ilegal, a fonte avançou que foram expulsos 66 cidadãos da República Democrática do Congo (RDC), através dos postos fronteiriços do Buela e Quimbumba (fluvial), dos municípios do Cuimba e Soyo, respectivamente, por entrada e estadia irregulares no território nacional.

A recusa de entrada no país de oito cidadãos da RDC, por falta de documentos migratórios, também foi referenciada no referido programa de periodicidade semanal, emitido aos domingos pela Rádio Zaire.

A província do Zaire partilha 310 quilómetros de fronteira com a RDC, sendo 120 terrestres e 190 fluviais, através do rio Zaire. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA