Senado aceita o impeachment e afasta Dilma Rousseff do poder

Dilma e o ministro Jaques Wagner espiam pela janela a movimentação do lado de fora do Palácio do Planalto, iluminado na noite desta quarta de verde e amarelo, horas antes da votação (Adriano Machado/REUTERS)

O Senado aceitou o processo impeachment de Dilma Rousseff por 55 votos a favor, 22 contra e nenhuma abstenção. A votação foi concluída por volta das 6h30 desta quinta-feira, após mais de 21 horas de discursos. Agora, Dilma será notificada e o vice Michel Temer assume por 180 dias. Neste período, o Senado julgará Dilma Rousseff politicamente pelos crimes de responsabilidade de que é acusada. Um dos discursos que se destacou neste dia histórico foi o do ex-presidente Fernando Collor, que refletiu sobre o seu próprio afastamento, ocorrido em 1992. (EL PAIS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA