Secretário de Estado anuncia transferência de reclusos de Luanda para a cadeia do Peu-Peu

osé Bamóquina Zau - Secretário de Estado do Ministério do Interior (Foto: Lino Guimarães)

O secretário de Estado para os Serviços Prisionais, José Bamóquina Zau, anunciou sexta-feira, no município de Ombadja, a transferência nos próximos meses, de alguns reclusos da capital do país para o estabelecimento prisional do Peu-Peu, localizado na província do Cunene, para diminuir a superlotação verificada.

Ao falar no final da sua visita de trabalhou a província que permitiu avaliar o grau de funcionamento das infra-estruturas prisionais locais, o secretário de Estado disse que as cadeias de Luanda registam superlotação de reclusos, daí a necessidade de transferir alguns reclusos ao Cunene.

“Vamos transferir pontualmente presos a está província e do Namibe, pensamos que vai minimizar alguns problemas que Luanda esta passar por atingir níveis de superlotação nas cadeias e na base dessa reestruturação pensamos trabalhar no remanejamento dos presos”, afirmou.

José Bamóquiina Zau referiu que esta transferência passa por um processo de reaproveitamento e melhoria da antiga cadeia construída no tempo colonial, bem como aproveitar as 350 vagas disponíveis na nova unidade com capacidade para 1.500 reclusos.

Explicou que a antiga cadeia sofreu consequências da guerra, daí que merecerá uma pequena intervenção pontual para oferecer aos reclusos melhores condições humanas, de dignidade, de facilidade e de possibilidade de serem inseridos nas actividades socialmente úteis.

Durante a sua estadia a província do Cunene, o responsável manteve encontro com o vice-governador para o sector politico e social, José do Nascimento Veyelenge e membros dos Conselhos Consultivos dos Ministérios do Interior.

Localizado a 123 quilómetros ao norte da cidade de Ondjiva, o Centro Prisional do Peu-Peu actualmente controla mil e 49 reclusos entre presos e detidos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA