São Tomé e Príncipe: Pinto da Costa candidato às eleições de 17 de Julho

Manuel Pinto da Costa, Presidente de São Tomé e Príncipe (http://www.telanon.info)

O Presidente Manuel Pinto da Costa vai recandidatar-se a um segundo mandato nas eleições presidenciais de 17 de Julho, data consensual indicada no decreto presidencial hoje divulgado.

De momento conhecem-se quatro candidatos às eleições presidenciais de 17 de Julho, o mais recente a anunciá-lo foi o Presidente Manuel Pinto da Costa, a ex primeira-ministra e economista Maria das Neves concorre como independente, mas tem o apoio do MLSTP-PSD principal partido da oposição, o economista Estanislau Afonso autor do livro “Batota do juiz” que renunciou à nacionalidade portuguesa para se poder candidatar e o músico Gilberto Gil Umbelina.

A ADI, partido no poder ainda não anunciou o seu candidato, sendo que o seu líder e primeiro-ministro Patrice Trovoada já anunciou que não seria candidato.

Este anúncio acontece no momento em que a inspecção judicial no âmbito da reforma da justiça em STP ditou o suspensão de cinco juízes que tiveram a classificação medíocre, ao longo de uma inspecção efectuada por um grupo de inspectores nacionais e portugueses, como um dos corolários da reforma da justiça.

A Associação Sindical dos Magistrados Judiciais denunciou em comunicado que esta medida denota “intervenção do poder político no sistema judicial, pondo em causa o sacrossanto princípio da separação de poderes e alerta a comunidade internacional dos riscos do sistema judicial neste período eleitoral”.

Entretanto, instado a pronunciar-se sobre este tema o primeiro-ministro santomense Patrice Trovoada afirmou que “a inspecção pautou pela imparcialidade e que os cinco juízes suspensos se não têm aptidão podem fazer outra coisa, o governo está disponível para colocá-los noutro sector, não são pessoas inválidas”. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA