Realizadora angolana em Cannes para novo filme

(RFI/Miguel Martins)

Pocas Pascoal consta da lista de 10 cineastas seleccionados pela Fabrique des cinémas du monde, uma iniciativa do Institut français durante o Festival de cinema de Cannes que apadrinha projectos cinematográficos em curso. A realizadora prepara agora a sua segunda longa metragem.

Depois de “Por aqui tudo bem” em 2011, uma ficção inspirada em factos autobiográficos relatando a sua vinda para Portugal, a cineasta explora o caso de Ema, menina dividida entre um pai e a mãe, entre Portugal e Cabo Verde, país para onde a mãe a leva.

Um caso que evoca também a história pessoal da cineasta que perdera o contacto com o pai na sua meninice.

Pela primeira vez a realizadora angolana participa no Festival de cinema de Cannes graças ao apoio de um programa do Institut français, “Fabrique des cinémas du monde”.

Pocas Pascoal, já com produtora em Portugal, procura também uma produtora francesa que permita viabilizar um projecto que passará em 2017, a priori, com filmagens em Santo Antão, ilha do barlavento cabo-verdiano. (RFI)

por Miguel Martins

DEIXE UMA RESPOSTA