Quatro homens são presos por incendiarem viatura da polícia em Paris

Bombeiros tentam apagar as chamas após ataque de manifestantes a uma viatura da Polícia, em Paris, em 18 de maio de 2016 (afp_tickers)

Quatro homens foram detidos neste sábado, em Paris, por tentativa de homicídio, depois do ataque incendiário a uma viatura da policia, dentro da qual havia dois agentes – informou uma fonte do Ministério Público francês.

Do movimento antifascismo, esses homens, com idades entre 18 e 32 anos, também são acusados de “violência em grupo organizado com arma contra pessoa depositária da autoridade pública”, de destruição de bens “em bando organizado por meio perigoso” e de “participação em manifestação” armados e com o rosto coberto.

Na última quarta (18), uma viatura da Polícia foi incendiada perto da Praça da República, em Paris, durante uma manifestação não autorizada contra a violência policial.

Aos gritos de “Todo mundo odeia a Polícia” e “Tiras, porcos, assassinos”, cerca de 300 manifestantes foram contidos pelas forças da ordem no local, onde um grupo de sindicalizados da categoria denunciava o “ódio contra os policiais”.

Entre 100 e 150 activistas se encontravam a algumas ruas da Praça da República, quando cruzaram com essa viatura policial, disse à AFP a chefia de Polícia.

Alguns deles começaram a bater no carro com barras de ferro, jogando um coquetel Molotov pela janela traseira. Dois policiais ficaram ligeiramente feridos, enquanto o veículo teve perda total.

Há pelo menos dois meses, a capital francesa tem sido palco de protestos, às vezes violentos, contra uma reforma trabalhista imposta pelo governo. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA