Portugal: Novo Banco com prejuízos de 249,4 milhões no primeiro trimestre

(Bloomberg)

O valor compara com 117,8 milhões de euros de resultado negativo um ano antes, comunicou esta sexta-feira o banco à CMVM.

O Novo Banco encerrou o primeiro trimestre com um prejuízo de 249,4 milhões de euros, um valor que compara com 117,8 milhões de euros de resultado negativo um ano antes, comunicou esta sexta-feira o banco à CMVM.

A provisão para custos de reestruturação e contribuição sobre o sector bancário pesaram negativamente. “Sem estes efeitos o resultado do trimestre seria negativo em 140,1 milhões de euros”, refere o banco.

Já o resultado operacional foi de 78,9 milhões de euros, um aumento de 152,1% face à media trimestral de 2015, segundo o mesmo comunicado. Este montante é 63% “do valor alcançado em todo o exercício de 2015 (125 milhões de euros)”, salientou o banco.

O produto bancário comercial da instituição fixou-se em 210,9 milhões de euros, “com o resultado financeiro a evidenciar um crescimento de 24,9% face à média trimestral de 2015, confirmando o contributo crescente deste agregado para a melhoria das receitas”, explicou o Novo Banco no mesmo documento.

A instituição alcançou resultados de operações financeiras de 27,3 milhões de euros. Por outro lado, os custos operativos, de 155,2 milhões de euros, “evidenciam uma forte diminuição de 17,8% face à média trimestral de 2015, refletindo o esforço de redução de custos empreendido pelo Grupo através, nomeadamente, da simplificação e melhoria de processos e da otimização da estrutura operativa e comercial”, referiu o mesmo comunicado.

O Novo Banco fechou o trimestre com provisões de 348,2 milhões de euros, “as quais incluem uma provisão para custos com o processo de reestruturação em curso, no valor de 109,6 milhões de euros”, explicou o banco. (Jornal de Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA