Político aponta reforço da governação inclusiva como ambição da CASA-CE

Logótipo CASA-CE (casanoticias.blogspot.fr)

O reforço da governação inclusiva e eficiente, enquanto factor promotor da unidade e reconciliação nacional, constitui uma das ambições da Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral (CASA-CE) ao nível da província de Malanje.

A intenção foi manifestada, no fim de semana, pelo membro do Conselho Presidencial e Coordenador – adjunto do Gabinete Técnico e Eleitoral da CASA-CE, Américo Chivukuvuku, à margem da II Conferência Provincial de renovação de estatutos do órgão, decorrida sábado nesta cidade.

Segundo disse, a governação inclusiva tem reflexos positivos no aprofundamento da paz e garantia do bem-estar social, daí a razão da defesa desse pressuposto pela sua Coligação.

O político afirmou que para a materialização deste objectivo e de outros a que a organização se propõe, é indispensável a união de sinergias e adopção de posturas assentes no diálogo franco e aberto entre os militantes da CAS-CE e diferentes actores sociais.

A II Conferência Provincial de revisão de estatutos da CASA-CE elegeu 100 membros para o conselho deliberativo provincial, 20 delegados ao Congresso Nacional, a realizar-se em Julho próximo, em Luanda, bem como oito membros ao conselho deliberativo provincial.

Durante a conferência foram tratados assuntos relacionados com as actividades desenvolvidas pela organização durante o período 2013/2016, a revisão dos estatutos internos, elaboração das estratégias para as eleições de 2017, a pretensão de transformar a coligação em partido político, entre outros.

O encontro contou com a participação de 150 delegados provenientes de 13 dos 14 municípios da provincial e foi presenciada por representantes dos partidos MPLA e FNLA, na condição de convidados. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA