Polícia detém supostos autores da morte de um agente da corporação no Cazenga

Polícia Nacional (Ilustração) (Foto: Morais Silva)

A Polícia Nacional deteve sexta-feira, em Luanda, dois supostos marginais acusados de matar, na madrugada de segunda-feira, um agente da corporação e de ferir gravemente um outro, no município do Cazenga, nesta cidade.

A informação foi prestada hoje (segunda-feira) à Angop pelo porta-voz do comando provincial da Polícia Nacional, inspector chefe Mateus Rodrigues.

“ Logo depois do sucedido no bairro da Mabor, a Polícia Nacional accionou os mecanismos investigativos que resultaram na detenção dos presumíveis autores”, explicou.

De acordo com o oficial da corporação, durante a operação foram apreendidas duas armas de fogo que se encontravam em posse dos criminosos.

O terceiro sub-chefe Cristiano José da Cruz foi atingido por um projéctil de arma de fogo do tipo AKM-47, na região da garganta e o 2º sub-chefe na parte da clavícula, tendo o primeiro morrido momentos depois no Hospital Central Militar.

O caso ocorreu por volta das 2.30 minutos da madrugada no bairro da Mabor, Rua da Igreja católica São José Operário, onde, de forma indiscriminada, desconhecidos dispararam contra os agentes.

Tudo ocorreu quando uma patrulha composta por dois agentes, pertencentes a 15º esquadra da divisão do Cazenga, intervieram numa tentativa de roubo a uma cantina.

Os agentes foram surpreendidos com disparos de arma de fogo, tendo sido atingidos gravemente e socorridos de imediato para o Hospital Militar Central

O agente ferido já não corre o risco de vida, mas continua internado sob cuidados médicos intensivos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA