Polícia descobre túnel perto do palácio presidencial na Colômbia

Vista do palácio presidencial em Bogotá (afp_tickers)

As autoridades descobriram um túnel que era utilizado por uma rede de traficantes de drogas em uma área próxima ao palácio presidencial da Colômbia, que foi objecto de uma operação no sábado, informou ontem o secretário de Segurança Daniel Mejía.

“Tínhamos conhecimento de que havia um túnel que conectava mais ou menos três quadras”, disse Mejía ao anunciar um balanço da operação, iniciada sábado em uma área do centro de Bogotá conhecida como El Bronx.

De acordo com o secretário, a estrutura subterrânea atravessava diversas quadras e era utilizada para transportar armas e drogas, em uma área frequentados por usuários de drogas e menores de idade que eram explorados sexualmente.

Mejía explicou que na casa onde terminava o túnel havia áreas para esconder drogas e armas.

No domingo, várias pessoas que seguiram até o local para comprar drogas lançaram pedras contras as autoridades.

Mejía anunciou que desde o início da operação foram resgatados 136 menores de idade, 68 deles com idades entre 14 a 18 anos, “em estado lamentável pelo consumo de drogas”.

El Bronx fica a poucas quadras da Casa de Nariño (presidencial), da sede da prefeitura e de um batalhão militar responsável pela segurança do presidente.

O prefeito de Bogotá, Enrique Peñalosa, recebeu o apoio do presidente Juan Manuel Santos para a operação que pretende recuperar o controle da área.

De acordo com a prefeitura, a área El Bronx arrecada quase 1,5 milhão de dólares por mês com o tráfico de entorpecentes e de armas, entre outros crimes. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA