Pais furtam-se ao cumprimento das suas obrigações familiares

Jurista Suzana Inglês (Foto: Pedro Parente)

Suzana Inglês deu a conhecer este facto no acto de abertura das jornadas da família que decorre sob o lema “ Mães e famílias: Desafios num mundo em transformação “, promovido pela Organização da Mulher Angolana (OMA).

A jurista, que não indicou números, explicou que tem recebido as reclamações das mães que dão conta de que os companheiros se auto-desempregam para deixarem de cumprir com as obrigações familiares.

“ Trabalhar é uma virtude, porque o resultado daquilo que faz é importante para o sustendo familiar, para que a sociedade não tenha problemas de maior e lares desestruturados”, alertou.

Por este facto, Suzana Inglês aconselhou aos membros da família a  cultivar uma sã convivência,  de modo a que se fortaleça, dia a dia, a relação entre irmãos, primos, sobrinhos e demais parentes.

Para a primeira secretária provincial de Luanda da OMA, Eulália Rocha, as mulheres continuam a enfrentar enormes desafios, dentre os quais, a maternidade, educação e mercado de emprego.

Todos estes desafios, defendeu,  obrigam a uma reflexão profunda sobre a importância da família e o seu relevo na educação da sociedade.

“Por essa razão, é preciso uma mudança total de todos para o resgate dos valores morais que muita gente vai perdendo”, asseverou.

Estiveram presentes na abertura das Jornadas do Dia Internacional da Família, a assinalar-se no dia 15 desde mês, a secretária-geral da OMA Luzia Inglês, a primeira secretaria do MPLA do município de Luanda, Mara Baptista, entre outros militantes e amigos desta organização partidária.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA