Órgãos de comunicação social da PN realizam III Conselho Consultivo

(DR)

Os órgãos de comunicação e imagem da Polícia Nacional (PN) realizaram nesta segunda-feira, na capital do país, o seu III Conselho Consultivo Alargado, sob o lema “por uma comunicação institucional pro-activa, melhoremos a imagem da Polícia Nacional”.

A reunião foi presidida pelo director nacional dos Recursos Humanos da PN, comissário Luís da Fonseca Cadete, em representação do comandante geral da PN, comissário geral Ambrósio de Lemos.

Na sua intervenção, realçou que, no actual cenário, a comunicação organizacional institucional passou a ser uma ferramenta essencial, com vista a interagir com os diversos órgãos de comunicação social, estabelecendo assim um novo modelo comunicacional.

Sublinhou que, o fluxo de informação credível, produzida pelos órgãos da Polícia Nacional, deverão depender do esforço e entrega de todos quantos forem chamados a exercer com rigor, disciplina e prontidão, as missões que lhes forem acometidas.

Neste contexto, recomendou a todos os órgãos da PN a apostarem na reorganização das suas estruturas de Comunicação e imagem de modo funcional, no sentido de acompanhar toda veiculação sobre todos os ramos da Polícia, principalmente pela imprensa e redes sociais.

Durante o encontro, os participantes vão se debruçar sobre “o papel da comissão institucional na Polícia Nacional”, “níveis de comunicação”, “o papel dos porta-vozes”, “o papel dos dirigentes do PN vs comunicação institucional” e a “comunicação de crise”.

Estiveram presentes, oficiais superiores, subalternos, subchefes, agentes, trabalhadores civis do Gabinete de Comunicação e Imagem da Polícia Nacional. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA