Mulher espanca homem que a assediava no metrô da Cidade do México

(EL PAIS)

Jovem publicou o vídeo no Facebook junto com relato sobre o incidente, que dividiu opiniões.

As mulheres mexicanas estão reagindo ao assédio sexual. Um vídeo que viralizou nas redes sociais mostra a um homem ensanguentado na escadaria da estação de metro Pino Suárez, no centro da Cidade do México, depois de ser surrado por uma mulher que ele assediava. “Você não tem o direito de encostar em mim nem em nenhuma outra”, dispara a moça assediada, anunciando na sua conta do Facebook que “lhe dei o que merecia, uma putiza [surra]”.

Segundo o relato de Konni Lusz, e como mostra o vídeo, ela estava com uma amiga na estação quando o rapaz “esticou a mão para me tocar a pélvis”. A mulher correu atrás dele até que dois usuários do metro conseguiram detê-lo. No vídeo, pode-se ver o rapaz ensanguentado, pedindo perdão, enquanto Lusz relata o ocorrido a dois policiais.

O vídeo gerou diversas reacções nas redes sociais – algumas pessoas apoiando-a pela surra, outras argumentando que a violência machista não pode ser combatida com mais violência. No post do Facebook, Konni Lusz se defende: “Não vou me desculpar por me defender, por estar furiosa, raivosa, indignada [de] que isto aconteça o tempo todo”.

O transporte público da Cidade do México é um dos mais perigosos da América Latina para as mulheres; segundo uma pesquisa, 65% das moradoras da metrópole relatam ter sofrido algum tipo de assédio durante seus deslocamentos, mas apenas 20% dos ataques são denunciados, por causa do burocrático processo que implica paras as vítimas. (EL PAIS)

por Priscila Navarrete

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA