Mourinho assina hoje e vai ter 350 milhões para levantar United

(Foto: D.R.)

Português só quarta-feira deverá ser anunciado oficialmente. Ibrahimovic, Varane e Stones são os reforços mais desejados.

Rei morto, rei posto. Louis van Gaal já não é treinador do Manchester United e o seu sucessor será mesmo José Mourinho, que assinará hoje um vínculo de três anos com os red devils, apurou o DN junto de fonte do processo. À sua disposição terá 350 milhões de euros para reforçar o plantel.

Jorge Mendes, empresário do Special One, chegará nesta manhã a Manchester (está na China com Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica) para limar arestas com Ed Woodward, vice-presidente dos red devils, mas já nada impedirá José Mourinho de tomar conta dos destinos da equipa de Wayne Rooney e companhia.

Segundo o DN apurou, o técnico português só hoje falará pela primeira vez com os dirigentes do United. Jorge Mendes, seu empresário, há muito que sabia o que o Manchester United estava disposto a oferecer ao seu representado, mas o treinador português procurou sempre afastar-se destas negociações em consideração por Louis van Gaal, o agora ex-técnico dos red devils mas também amigo de Mourinho, que foi seu adjunto em Barcelona.

Com a questão do holandês resolvida, José Mourinho acedeu então a analisar a proposta de Old Trafford, a qual não demorou a aceitar, até porque há muito que o clube inglês contactava Mendes e sabia o que precisava de fazer para persuadir o técnico.

Tudo indica, portanto, que o treinador de Setúbal será anunciado oficialmente amanhã, provavelmente com direito a conferência de imprensa. Alguma imprensa dava mesmo conta ontem de que o clube de Manchester até já está a preparar a cerimónia, tendo para tal contratado os serviços da empresa do filho de Alex Ferguson.

O escocês foi também preponderante na aquisição do Special One. Já o tinha tentado em 2013, quando abandonou a carreira de treinador, tendo sido também ele o responsável maior pela sucessão de Van Gaal. Aliás, até contra a vontade de Ed Woodward, um dos que mais finca-pé fizeram pela não contratação de Mourinho.

15 milhões de salário e craques

Mais do que o vencimento que irá ter nos red devils, na ordem dos 15 milhões por cada um dos três anos de contrato, José Mourinho queria um projeto em que pudesse voltar a lutar pelos dois mais importantes troféus: a liga inglesa e a Champions. E o Manchester United acedeu.

Para isso irá pôr à disposição do português, de 53 anos, 350 milhões de euros para reforços. Os defesas centrais Varane, do Real Madrid, e John Stones, do Everton, assim como o avançado Ibrahimovic (que ontem os media britânicos davam mesmo como iminente) são alguns dos jogadores com que José Mourinho gostaria de poder contar em Old Trafford.

Nas últimas horas surgiu também eco do possível interesse nos portugueses João Mário (Sporting), Rúben Neves (FC Porto) e André Gomes (Valência), mas Mourinho não deverá avançar para nenhum deles caso os respetivos clubes não baixem as pretensões, na casa dos 50 milhões de euros.

Forcing por Ryan Giggs

José Mourinho levará consigo para Manchester os seus inseparáveis colaboradores: Rui Faria, treinador adjunto, e Silvino, técnico de guarda-redes. O Special One, contudo, também gostaria de continuar a contar com Ryan Giggs, que se estreou como adjunto do Manchester United há duas temporadas.

No entanto, de acordo com algumas informações, o galês pretenderá assumir uma equipa como treinador principal. Resta agora a José Mourinho tentar convencê-lo pessoalmente, algo que não se afigura fácil. (dn)

Por: Gonçalo Lopes

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA