Ministro adverte para atenção na conformidade dos símbolos nacionais

Bornito de Sousa, Ministro da Administração do Território (Arquivo) (Foto: Joaquina Bento)

Os símbolos da República usados em muitos casos em documentos de instituições públicas são falsos por faltarem alguns detalhes conformes aos originais, alertou hoje (quarta-feira), o ministro da administração do Território, Bornito de Sousa.

O governante fez esta alerta quando orientava o seminário de capacitação sobre o Plano Nacional Estratégico da Administração do Território, dirigido aos vice-governadores, directores provinciais e administradores municipais.

Bornito de Sousa mostrou imagens de uma bandeira nacional falsa, na qual, uma das pontas da estrela situa-se além do limite da roda dentada e uma falha também na insígnia, na parte da ramagem do milho.

Chamou atenção para o cuidado em se posicionar a bandeira, que deve ser dobrada pela direita e evitar que a mesma arreste ao chão.

Em relação ao Hino Nacional disse que tem havido equívocos na parte do refrão, tendo esclarecido que o mesmo deve ser repetido duas vezes.

O responsável abordou várias questões, como a problemática da toponímia, a divisão política e administrativa da Província de Luanda e o cadastro das autoridades tradicionais.

Anunciou que há muitos sobas falsos que estão a exercer as suas acções em zonas urbanas, quando deviam estar nos seus kimbos.

O seminário sobre o Plano Nacional Estratégico da Administração do Território já se realizou em todas províncias do país, com a excepção do Bengo. Em Luanda, acções do género serão realizadas em todos os municípios de forma individual, a partir do dia 27 de Junho. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA