Militantes do MPLA em Luanda elegem primeiro secretário e delegados ao sétimo congresso

Conferência provincial do Balanço e Renovação de Mandato do MPLA em Luanda (Foto: Rosário dos Santos)

Os militantes do MPLA, em Luanda, elegeram hoje, sábado, no município de Belas, o primeiro secretário, os membros do comité provincial, os delegados ao sétimo congresso ordinário e os candidatos a membros do Comité Central do partido.

Reunidos no pavilhão multiusos do Kilamba para a XII Conferência Provincial Ordinária de Balanço e Renovação de Mandatos, os militantes reconduziram para o cargo de primeiro secretário da província de Luanda, Francisco Higino Lopes Carneiro.

Sob o lema MPLA com o povo, rumo à vitória, os militantes analisaram e aprovaram o relatório de balanço do comité cessante, o programa de trabalho do partido para o mandato 2016/2021 e as propostas de ajustamento aos estatutos .

Durante a conferência foram lidas as mensagens da Organização da Mulher Angolana (OMA) e da JMPLA que manifestaram o desejo de continuar a trabalhar com a direcção eleita no conclave, pois unidos são mais fortes.

A primeira secretaria da OMA, Eulália Rocha, reconheceu que o número de mulheres no partido tem vindo a crescer, o que demonstra aceitação e credibilidade às politicas traçadas pelo MPLA em relação a mulher, garantindo a igualdade de direitos e de oportunidades em todos os sectores, permitindo a sua participação activa e efectiva na vida politica, social ,económica e cultural.

Segundo Eulália rocha, as estruturas da OM, a todos os níveis existe grande empenho campanhas de mobilização e recrutamento de mais mulheres para integrarem o partido.

O encontro do MPLA em Luanda realiza-se num momento em que são criados programas de crescimento do partido, no âmbito do sétimo congresso ordinário do partido com objectivo de atingir o mínimo de 50 por cento da população eleitoral.

A conferência provincial contou com 2001 delegados, representando um universo de um milhão 339 mil 687 militantes dos municípios de Luanda, Belas, Cazenga, Icolo e Bengo Quiçama, Cacuaco e Viana. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA