Jaques Wagner apela à solidariedade da UE para com o Brasil (vídeo)

(EURONEWS)

Depois do afastamento do poder da Presidente brasileira Dilma Rousseff do poder no passado dia 12 de maio, no quadro do processo de destituição ou impeachement, Jacques Wagner, antigo Ministro da Casa Civil, deu uma entrevista exclusiva à EURONEWS.

Wagner defendeu o caráter democrático do sistema político brasileiro apelou à solidariedade europeia para com o Brasil:

“Eu creio que todos os democratas da Uniao europeia e do mundo inteiro têm de se preocupar com países como o Brasil, uma das maiores democracias do mundo ocidental”, disse Wagner à Euronews.

O antigo número dois da Presidente Dilma disse também que a oposição ao governo interino de Michel Temer vai continuar:

“Vamos continuar nesta resistencia e queremos contar com a solidariedade internacional e daqueles que, como nós, entendem que o que houve no Brasil foi uma eleicao indireta travestida de impeachment da Presidente Dilma”, continuou.

O Partido dos Trabalhadores (esquerda) do antigo Presidente Lula da Silva e da Presidente afastada Dilma Rousseff não reconhece o atual Governo interino de Michel Temer e defende que o processo de destituição de Rousseff foi uma forma encontrada pela direita no Brasil para afastar PT do poder.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA