INAC encaminha à Alemanha crianças com doenças graves

Crianças vindos da Alemanha (Foto: ANGOP)

Duas crianças de sete e nove anos de idade, respectivamente, que padecem de fracturas graves, queimaduras e luxação mandibular, foram encaminhadas este ano à Republica da Alemanha, pelo Instituto Nacional da Criança (INAC).

A gravidade das enfermidades estiveram na causa que obrigou a organização nacional “Kimbo Liambembwa” e a Alemã, “Friedensdorf Internacional”, a enviar as crianças para aquele país europeu, no âmbito de um acordo existente com o governo angolano rubricado em 2001.

O chefe de secção de promoção dos direitos da criança da direcção provincial do Instituto Nacional da Criança (INAC) no Moxico, Elias Samuxito Muanda, que passou a informação à Angop, disse tratarem-se de crianças desfavorecidas e com necessidades especiais.

Informou que em 2015, o INAC enviou mais duas crianças da província, ambos de sete anos, e a selecção é feita com base em relatórios médicos do Hospital Geral do Moxico, para posteriormente serem encaminhadas à Luanda com destino à Alemanha.

O responsável manifestou-se satisfeito com os resultados do acordo entre os governos de Angola e da Alemanha, pois contribui para a reabilitação de crianças que sofrem de várias doenças graves. No Moxico, já foram enviadas 15 crianças desde 2006, com resultados positivos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA