Huíla: Inadec detecta mais de 280 infracções em estabelecimentos comerciais

Huíla: Barbara Coutinho - Directora provincial do INADEC (Foto: José Filipe)

Duzentas e 87 infracções diversas foram detectadas de Janeiro à presente data, pela direcção provincial da Huíla do Instituto Nacional da Defesa do Consumidor (Inadec), observando-se um aumento de 12 casos, comparativamente ao período anterior.

Em declarações à Angop, a responsável do instituto, Bárbara Coutinho, disse que as infracções foram detectadas em 289 visitas de fiscalização e inspecção efectuadas nos estabelecimentos comerciais existentes na província da Huíla.

Bárbara Coutinho apontou a venda de produtos com prazo vencido, a má conservação, falta de higiene e cartões de sanidade expirados, como as infracções registadas no período em referência.

A responsável informou que no mesmo período, o Inadec realizou 51 acções de aconselhamentos, quatro inutilizações, 48 notificações, uma colheita de amostra, 165 actos de sensibilização assim como registou 16 reclamações, dos quais 11 tratados com sucesso e cinco estão em investigação.

O Inadec destruiu no primeiro trimestre deste ano, 13 caixas de guloseimas, 33 pacotes de gelado (expresso), 43 de caramelo assim como 76 latas de tintas diversas, 133 tubos de ciclones, 18 tubos do tipo PVC e quantidades não especificados de bens de higiene e de capilar, nos estabelecimentos comerciais do município do Lubango, Matala e Quipungo.

A província da Huíla possui mais de quatro mil estabelecimentos comerciais entre grossistas e retalhistas. (ANGOP)

nnnn

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA