Huíla: Administração realoja habitantes do bairro “Deolinda Rodrigues”

Huíla: Sede municipal da Cacula (Foto: José Krithinas)

Mais de 800 populares que residem em zonas de risco do bairro “Deolinda Rodrigues”, arredores da sede municipal da Cacula, província da Huíla, serão em breve realojados num lugar mais seguro, informou hoje, quinta-feira, a administradora local, Carmem Duarte.

Em declarações à Angop, no Lubango, a administradora fez saber que o realojamento daquela população começou a ser projectado em Janeiro último, através da identificação de uma nova zona, onde foram loteados espaços e faz parte do plano municipal de desenvolvimento da administração.

Carmem Duarte afirmou que pretende-se, com isso, garantir gradualmente melhores condições de habitabilidade em pessoas que residem em zonas tidas de risco, com o benefício de uma parcela de terra de 600 mil metros quadrados destinado a auto-construção dirigida.

Sublinhou que numa primeira fase a administração local distribuiu 250 lotes de terra para cidadãos interessados e que vivem em zonas de risco e não só, para além de outros 650 que devem ser entregues para completar o programa.

O município da Cacula dista 95 quilómetros a norte do Lubango e nele residem mais de 128 mil e 411 habitantes. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA