Huambo: Governador enaltece qualidades patrióticas do general Cirilo de Sá

Kundi Paihama - 1º secretário do comité provincial do mpla no Huambo (Foto: Edilson Manuel Domingos)

O governador da província do Huambo, Kundi Paihama, considerou quinta-feira, o general Mário Plácido Cirilo de Sá “Ita”, falecido terça-feira, em Luanda, um antigo combatente que se sacrificou em prol da liberdade dos angolanos, da autodeterminação e da conquista da paz definitiva.

Numa mensagem de condolências distribuída à Angop, o governador sublinhou que, pelos seus feitos, o malogrado, de 59 anos de idade, foi condecorado, em 2006, pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, com a Ordem da Paz e da Concórdia do Primeiro Grau.

“O companheiro Ita perdeu a vida numa altura em que ainda muito se esperava dele, neste amplo processo de desenvolvimento que o país vive, passados 14 anos desde que o povo angolano alcançou a paz”, mencionou, destacando, também a sua sabedoria, força e determinação ao serviço da Nação.

Segundo o governador, o general, que teve morte súbita, desempenhou com simplicidade e zelo as funções de chefe dos serviços de segurança militar das Forças Armadas Angolanas (FAA), bem como de presidente do conselho executivo do Centro de Estudos Estratégicos de Angola, funções exercidas até a data da sua morte.

“Nesta hora de dor e consternação, endereço, em meu nome pessoal, dos membros do Governo provincial e da população do Huambo, os mais profundos sentimentos de pesar à família enlutada, ao Ministério da Defesa e ao Estado Maior General das FAA, inclinando-me perante à memória deste incansável companheiro de grandes batalhas na luta pela liberdade e bem-estar dos angolanos”, lê-se no documento. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA