Huambo: Assistidas 936 pessoas em situação de vulnerabilidade

Huambo: Maria Lucilia - Directora Provincial da Assistência e Reinserção Social (Foto: Edilson Domingos)

Novecentas e 36 pessoas em situação de vulnerabilidade, das quais 183 idosos, foram assistidas com bens diversos de primeira necessidade entre os meses de Janeiro a Abril deste ano, pela Direcção da Assistência e Reinserção Social na província do Huambo.

O facto foi dado a conhecer, terça-feira, à Angop, pela responsável do sector, Maria Lucília, sublinhando, também, a assistência alimentar de pessoas vulneráveis em trânsito para outras regiões do país, entre elas crianças.

Disse que o sector distribuiu, no período em balanço, chapas de zinco a 44 famílias, equivalente a 220 habitantes, nos municípios do Huambo e Cachiungo, no âmbito do programa de melhoramento das condições habitacionais dos cidadãos de baixa renda.

Maria Lúcia informou que foram ainda realizados vários projectos de prevenção de internamento e de mães substitutas, sendo que 19 crianças órfãs e trigémeos foram assistidas com produtos alimentares diversos, para a melhoria do seu bem-estar físico e social.

Disse que a instituição que dirige distribuiu, igualmente, kits profissionais a 11 pessoas, entre idosos e deficientes, para recauchutagem, serralharia e sapataria, além de ter encaminhado 30 pessoas com deficiência no centro de reabilitação física “Doutor Agostinho Neto” e noutras unidades sanitárias, bem como nas direcções provinciais da Saúde, da Educação, da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social e na Delegação da Justiça e dos Direitos Humanos.

A directora da Assistência e Reinserção Social explicou que os técnicos do sector efectuaram, ao longo dos meses de Janeiro e Abril, visitas de supervisão nos 14 centros infantis, de acolhimento, lares de infância, entre outros estabelecimentos que acolhem esta franja da sociedade, para preservar os seus direitos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA