Governador solicita disciplina e criatividade aos novos empossados

Governador de Luanda Higino Carneiro (Arquivo) (Foto: Francisco Miúdo)

O governador provincial de Luanda, Higino Carneiro, pediu hoje (terça-feira), disciplina, criatividade e dinamismo aos directores provinciais, durante a cerimónia de empossamento destes.

Higino Carneiro disse esperar dos novos responsáveis, harmonia no funcionamento e boas relações humanas entre todos os funcionários, que garantam estabilidade laboral, entrosamento equilibrado entre colegas e trabalhadores aos diferentes níveis.

Apelou ao respeito pelos cidadãos que procuram pelos serviços da administração e celeridade aceitável no tratamento dos processos administrativos.

Aos administradores municipais, dos distritos urbanos e comunais, o governador solicitou acção efectiva, no sentido de garantir a melhoria da governação e proporcionar comodidade ao cidadão.

Alertou aos responsáveis a evitarem esperar por ordem para actuarem, pós as suas responsabilidades são claras e estão bem definidas.

Instou ao diálogo permanente com os trabalhadores e com os munícipes. “É preciso ouvir as pessoas, compreender as suas inquietações e mostrar-lhes os caminhos que devem seguir para melhorar as suas condições de vida, resolver os seus problemas, mas tendo sempre presente o respeito pela lei”, disse.

Alertou que o exercício da autoridade não se faz com prepotência, mas sim através de exemplos marcados por uma conduta irrepreensível, por actos que mostrem aos cidadãos o caminho seguro, sem ferir a lei e as demais disposições que regem as actividades da administração.

Preveniu os novos responsáveis que as necessidades das administrações são inúmeras e, por este facto, contará a criatividade de cada um, para se ultrapassar o que for possível, agindo sempre no sentido de melhorar a governação.

Entretanto, em entrevista no final da cerimónia de empossamento, os administradores distritais e comunais elegeram como prioridade a melhoria das vias de acesso, saneamento do meio e a iluminação pública.

Solicitam aos munícipes no sentido de colaborarem com as autoridades municipais e distritais, denunciando eventuais preocupações e encontrando possíveis soluções em conjunto. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA