Futebol: Petro atrasa-se na corrida à liderança do Girabola2016 ao perder com Interclube

Equipa de futebol do Petro de Luanda (Foto: António Escrivão/arquivo)

O Petro de Luanda atrasou-se na corrida à liderança do GirabolaZap2016, ao consentir derrota diante do Interclube, por 1-2, em jogo da 11ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol da primeira divisão, disputado no Estádio dos Coqueiros.

Em desafio pautado pela tónica do equilíbrio, os golos foram rubricados por Rico e Moco, aos 35 e 90 minutos, pelo emblema da “polícia”, enquanto que o defesa central Abdul (43), reduziu para os petrolíferos.

Inicialmente foram os “azulinhos” a darem o primeiro sinal de perigo, com remate madrugador a baliza contrária. Na resposta, os “tricolores” procedem da mesma forma, em que as acções eram praticamente repartidas, decorridos 10 minutos.

Aos 24, Jiresse entra para o lugar do lesionado Diógenes, no sector intermédio do Petro. A pesar disso, o Interclube inaugura o marcador por Rico, na sequência de desvio de cabeça de um cruzamento de Karanga, que cobra uma falta do adversário. O petrolífero Balakai, por pouco visava a baliza contrária, decorrido 40 minutos.

Desta pressão, Abdul iguala para o Petro, também no desvio de um cruzamento do seu colega Balakai, sem hipóteses de defesa do guarda-redes Nelson. O recém-entrado Jiresse faz a bola passar por cima da baliza do Interclube. Nesta toada, a partida chega ao intervalo com o resultado repartido.

No reatamento, sinal relativo a pender mais para o lado do Interclube, que passa a incomodar com maior frequência o reduto do Petro, que substitui Carlinho por Elio, aos 51 minutos.

Do outro lado, Moco entra no lugar de Poulson, e Mateus ao de Balakai, no Petro, aos 73. Ainda Chico é trocado por Mabululu, no Interclube, que desperdiça uma soberba oportunidade de violar a rede dos oponentes, aos 80.

Já na fase derradeira, quando os cerca de cinco mil espectadores presentes nas bancadas esperavam por uma igualdade, o irreverente Moco adianta a sua turma no resultado final, num quase idêntico tento anterior do seu colega, deitando por terra as pretensões dos petrolíferos.

Antes do apito final do árbitro António Dungula, o jogador Cachi ainda rende Dasfaa, no plantel da turma do Interclube, numa clara intenção de frenar o ânimo do Petro.

Com este triunfo o Interclube sobe para a terceira posição, com 19 pontos, os mesmos que o Recreativo do Libolo, enquanto que o Petro continua no segundo posto, com 20.

Na próxima jornada o Petro vai ao encontro do Atlético Sport Aviação (ASA), aos passo que o Interclube recebe, no 22 de Junho, o Benfica de Luanda. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA