França: Assalto dos automobilistas às estações de serviço

(EURONEWS)

Em França, o combustível começa a faltar. Devido à greve nas refinarias, os franceses correram a abastecer-se. Nas estações de serviço ainda a funcionar, as filas de espera são cada vez maiores.

Há regiões, como a Eure, que começaram a racionar o combustível aos particulares, a 30 litros por veículo.

Em Paris, um motociclista reconhece: “É muito difícil. Há muitas filas em todas as estações de serviço e é difícil ir trabalhar, porque perco tempo à espera para me abastecer”.

Segundo o secretário de Estado francês dos Transportes, Alain Vidalies, das 12 mil estações de serviço do país, 20% estão já fechadas ou com pouco combustível.

Alguns meios de comunicação franceses criaram mapas interactivos com as estações de serviço sem combustível. Mas não só. Um comparador de preços de combustíveis tem um serviço interactivo em tempo real.

Um motorista parisiense explica que procurava combustível desde “as 5.30h da manhã”. E adianta, “Estive na fila de cinco estações de serviço nos subúrbios e não consegui encher o depósito. Como trabalho perto parei e ainda há combustível”.

As dificuldades de abastecimento em França estão a levar os automobilistas até aos países vizinhos e não hesitam em fazer dezenas de quilómetros.

Na Bélgica, nas zonas fronteiriças, a venda de combustível quintuplicou e há estações de serviço com os tanques vazios e outras que são abastecidas três vezes por dia.

A Federação belga de comerciantes de combustíveis reconhece que os revendedores estão contentes.

Na Internet, há quem tente beneficiar com a situação, criando leilões de litros de gasolina.

por Patrícia Cardoso | com REUTERS, AFP

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA