Eurodeputados pedem suspensão de negociações com Presidente interino brasileiro

Federica Mogherini (AP)

Em causa processo de negociação comercial entre União Europeia e Mercosul, liderado por Brasil.

O eurodeputado do partido espanhol Podemos, Xavier Benito, enviou uma carta à Alta Representante da União Europeia (UE) para Política Externa e Segurança, Federica Mogherini, a pedir que não negoceie com o Presidente brasileiro interino Michel Temer, que lidera o acordo comercial entre o bloco e o Mercosul.

No documento, assinado por mais de 30 eurodeputados de diferentes grupos políticos e nacionalidades, revelado pela agência EFE, Benito denuncia a falta de “legitimidade democrática” do Governo de Temer.

“O acordo comercial com Mercosul não só se limita a bens industriais ou agrícolas, mas inclui outros afastados como serviços, licitação pública ou propriedade intelectual”, escreve o deputado que justifica a sua posição com o facto de ser “extremamente necessário que todos os actores implicados nas negociações tenham a máxima legitimidade democrática: a das urnas”.

Xavier Benito, que é também primeiro vice-presidente da delegação do Parlamento Europeu (PE) para as relações com o Mercosul, lembra que estes acordos devem levar em conta “a dignidade das pessoas e os direitos humanos, e nunca priorizar o lucro económico ao bem-estar das pessoas”.

O deputado reitera que “o mandato de Dilma Rousseff só pode ser mudado mediante o único método democraticamente aceitável: as eleições”.

Por isso, Xavier Benito defende ser “necessário suspender as negociações entre a UE e Mercosul já que tal acordo comercial não deveria ser negociado com o actual governo brasileiro”. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA