Encontro global de ajuda humanitária reunirá representantes de 80 países

(AFP)

Representantes de cerca de oitenta países são aguardados no primeiro Encontro Mundial Humanitário, este mês, em Istambul, para pensar melhores formas de enfrentar as crises globais, afirmou um alto funcionário da ONU nesta segunda-feira.

O secretário-adjunto de assuntos humanitários, Stephan O’Brien, anunciou, ainda, que 45 países serão representados por seus chefes de Estado no evento, previsto para os dias 23 e 24 de maio.

O’Brien se mostrou “animado” com o número de participantes já declarado, mesmo que a cifra seja inferior à metade dos Estados-membros da organização internacional.

O funcionário evitou citar os nomes dos líderes que comparecerão e também deu detalhes dos países que aceitaram o convite, limitando-se a declarar que representam um grupo diverso de nações.

Durante a colectiva de imprensa, O’Brien lembrou que o mundo enfrenta a maior crise de refugiados da Segunda Guerra Mundial, que afecta 60 milhões de pessoas. No total 125 milhões de pessoas precisam de ajuda.

O encontro servirá também para discutir a necessidade de aumentar o orçamento para a ajuda humanitária que, segundo um documento da organização, passou de US$ 2 biliões no ano 2000 para US$ 24,5 biliões no ano passado.

Segundo O’Brien, a discussão servirá para “tentar conseguir uma melhor base financeira que apoie a ação humanitária, com uma entrega mais efectiva de recursos”.

Líderes de importantes organizações humanitárias e alguns membros do sector privado também participarão do evento, planeado nos últimos três anos. (AFP)

DEIXE UMA RESPOSTA