Dois portugueses acusados de violação em Guernsey deportados para Portugal

(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Dois portugueses acusados de violar uma mulher em Guernsey, ilha localizada no Canal da Mancha, foram deportados para Portugal, avança hoje a BBC News.

De acordo com a estação de televisão britânica, Ruben Almeida, de 32 anos, e Bruno Loreto, de 34, condenados em 2012, juntamente com outro português, José Pinto, por violação de uma jovem de 23 anos em St. Peter Port, foram deportados pela Guernsey Border Agency.

Segundo a informação, Ruben Almeida foi deportado para Lisboa a 28 de abril passado, enquanto Bruno Loreto, seguiu na segunda-feira passada para a Madeira.

Fonte da polícia de Guernsey disse que “foram feitos todos os possíveis” para remover os estrangeiros que cometeram crimes graves e persistentes na região. O porta-voz da polícia elogiou ainda a vítima, avançando que esta “mostrou uma força incrível ao longo do inquérito e posterior julgamento”.

Bruno Loreto e Ruben Almeida haviam sido condenados a 10 anos de prisão, enquanto José Pinto, de 40 anos, foi condenado a oito anos. Os três portugueses negaram em tribunal ter violado a jovem em St. Peter Port, mas José Pinto admitiu atentado ao pudor.

O juiz do caso, Russel Finch, recomendou na altura do julgamento que os três homens fossem deportados assim que as suas sentenças terminassem. O ataque à jovem que ocorreu em agosto de 2011 foi descrito pela polícia como “um vício”. (OBSERVADOR)

por Lusa

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA