Divaldo Martins lança romance “Vidas de areia”

O escritor angolano, Divaldo Martins (Foto: Angop)

O escritor Divaldo Martins, apresentou, no dia 12 de Maio, no Palácio de Ferro, o seu novo livro, intitulado Vidas de Areia. O romance ambienta-se na cidade de Luanda, que acaba por emergir também como um importante personagem da trama. “Vidas de Areia” é o segundo livro do autor. O primeiro, “Pedaços da Vida”, foi apresentado em 2009.

O romance é uma homenagem às mães angolanas, que durante anos praticaram a venda ambulante no percurso do musseque até à Baixa de Luanda, para darem uma vida melhor aos filhos e, apesar da guerra, nunca desistiram dos seus sonhos.

O romance descreve, em 432 páginas, o quotidiano da capital, a partir de dois pontos de vista, o urbano e o suburbano. Para ilustrar as duas realidades, o autor escolheu os bairros do Sambizanga e do Miramar para mostrar dois ângulos opostos da sociedade luandense, duas realidades que estão bem próximas uma da outra, em termos geográficos, mas são ao mesmo tempo tão diferentes.

Em entrevista a um órgão da Comunicação Social angolana, Divaldo considera esta obra “uma história de amor, não apenas daquele amor entre um homem e uma mulher, mas do amor entre mãe e filho, do amor entre amigos, enfim, do amor entre as pessoas que por vezes se perde no corre-corre da vida.

Por isso, o livro fala também de coragem e da necessidade do perdão”. “Eu sou da geração que nasceu independente, mas cresceu com a guerra no presente e no horizonte, e de certa forma acabei por ser vítima desse tempo. As minhas referências, os meus medos, os meus fantasmas, os meus preconceitos, são fruto desse tempo que vivi.

E os personagens do livro reflectem um pouco as pessoas do meu tempo. O modo como víamos as coisas, o modo como as coisas nos chegavam, o modo como vivíamos”, continuou.

Do autor

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

O escritor Divaldo Martins nasceu em Luanda, em 1977. Em 1995, concluiu o curso médio de jornalismo e trabalhou na Agência Angola Press até 1998. Em 2003, concluiu uma Licenciatura em Ciências Policiais, pelo Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna de Lisboa, e em 2013 obteve uma Licenciatura em Direito, pela Universidade Agostinho Neto.

Em 2015 obteve o grau de mestre em Comunicação – Assessoria de Imagem e Comunicação Política na Universidade Camilo José Cela, em Espanha, e frequentou o curso superior de Letras Modernas, na especialidade de Português, no Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED), de Luanda. (cultura)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA