Coreia do Norte proíbe temporariamente casamentos e funerais

(AFP 2016)

Na véspera do Congresso do Partido dos Trabalhadores da Coreia, as autoridades norte-coreanas proibiram a realização de casamentos e funerais, comunica a agência sul-coreana Yonhap.

O congresso, que será inaugurado em 6 de maio, é o primeiro nos últimos 36 anos. Segundo os estatutos do partido, o congresso tira as conclusões dos trabalhos do Comité Central, corrige e completa os estatutos, toma decisões sobre as questões principais da política e estratégia nacional.

A Yonhap assinala que foi anunciado um regime especial na Coreia do Norte: as entradas na capital, Poyngyang, são limitadas, a vigilância na fronteira com a China foi intensificada. Para prevenir grandes aglomerações de pessoas, foi indicado aos cidadãos não realizar eventos como casamentos ou funerais.

Segundo a agência sul-coreana, o Congresso do partido visa fortalecer o poder do líder do país, Kim Jong-un. O líder em exercício sucedeu ao seu pai em 2011, depois da sua morte. (SPUTNIK)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA