Carlos Pinho desafia Abel Chivukuvuku na liderança da Casa-CE

Abel Epalanga Chivukuvuku - Presidente da CASA - CE (Foto: Lucas Neto)

Congresso que transforma coligação em partido realiza-se de 6 a 8 de Setembro.

A Casa-CE realiza de 6 a 8 de Setembro em Luanda o congresso no qual vai transformar-se em partido político e eleger o seu candidato a Presidente da República em 2017.

O candidato “natural” Abel Chivukuvuku já tem um concorrente: Carlos Pinho.

A data definitiva para realização do segundo congresso ordinário da Casa-CE foi marcada depois de duas datas indicativas falhadas.

O mês de Maio foi o primeiro indicado, depois falou-se no mês de Julho, mas agora é definitivo e vai acontecer em Setembro.

Um dos motivos para a indecisão tinha a ver com a transformação da coligação em partido politico, mas, como diz o presidente Abel Chivukuvuku, “tivemos que fazer um grande esforço, combinando firmezas com serenidade e flexibilidade, e neste momento as condições estão reunidas para desenvolver o processo de transformação em partido politico”.

Para Chivukuvuku “em 2011 lançamos a semente à terra, em 2012 a semente germinou, neste momento o que estamos a fazer é cuidar da planta para que ela cresça sadia e o fruto seja colhido em 2017”.

O presidente actual, no entanto, já sabe que vai ter um opositor à liderança do novel partido, Carlos Pinho, 47 anos de idade, formado em Contabilidade e Administração e Direito, que militou muitos anos no MPLA antes de aderir à Casa-CE.

”Confesso que Abel Chivukuvuku é uma inspiração para muitos, também me inspirou mas não é santo na terra, precisamos debater abertamente os assuntos e encaro a minha candidatura com serenidade”, explica Pinho, lembrando que “uma candidatura cumpre vários objectivos, sendo o último vencer as eleições na Casa-CE” (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA