Cabo Verde lidera índices de saúde em África

OMS regista ganhos significativos nos últimos cinco anos. (AP)

Cabo Verde lidera a lista de países africanos com menos mortes relacionadas com a gravidez e o parto e tem uma média acima da global de partos realizados por pessoal médico ou parteiras.

O arquipélago tem ainda a terceira maior esperança média de vida do continente, de acordo com o relatório de 2016 da Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgado nesta quinta-feira, 19, em Genebra, na Suíça.

Entre os 47 países africanos compilados, Cabo Verde lidera com 42 mortes por 100 mil nascimentos, contra 53 em 2013, situando-se no segundo lugar entre os países lusófonos, apenas ultrapassado por Portugal.

O relatório revela também que 92 por cento dos partos foram realizados em 2014 por pessoal médico ou por parteiras, muito acima da média global, que era de 73 por cento em 2013.

Quanto à esperança de vida, o arquipélago é o terceiro país africano, a seguir a Argélia e Maurícias, com uma média de 73,3 anos, acima da média global, que em 2015 se situou nos 71,4 anos.

Nos homens, ela aumentou 3,1 anos, situando-se nos 71,3 anos, e nas mulheres 3,6, sendo actualmente de 75 anos.

Ainda de acordo com o relatório da OMS, houve uma ligeira subida da mortalidade neonatal, de 11,4 mortes por mil nascimentos em 2013 para 12,2 mortes em 2014. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA