Barril de petróleo a quase 50 dólares: o que isso significa?

(© flickr.com/ Sergio Russo)

O preço de petróleo aumentou, mas demasiado tarde para os EUA, escreve um canal de TV norte-americano.

O preço de petróleo acaba de atingir quase 50 dólares. Uma das principais razões é o relatório do banco de investimentos Goldman Sachs, segundo o qual em maio a demanda de petróleo finalmente superou a oferta.

De acordo com o Goldman Sachs, no primeiro trimestre de 2016 a produção de petróleo atingiu 96,43 milhões de barris por dia, em comparação com os 97,23 milhões de barris que tinham sido registados em últimos três meses de 2015. Segundo o relatório, o volume de produção deverá cair de novo, para 95,629 milhões de barris.

Apesar do aumento acentuado dos preços de petróleo, as empresas petrolíferas continuam sofrendo com a queda de lucros devido à diminuição dos volumes de produção, informou o canal de TV americano CNN. De acordo com este, as empresas estão endividadas desde os tempos em que o preço rondava os 100 dólares por barril.

Segundo os dados da empresa Haynes and Boone, só no ano corrente 29 empresas petrolíferas e de gás norte-americanas declararam estar em processo de pronunciamento de falência.

Mesmo assim, nem todos estão surpreendidos com tal desenvolvimento da situação. Um deles é o director executivo da empresa de consultoria SOLIC Capital, George Koutsonicolis.

“Esta indústria historicamente está cheia de especuladores. Não há nada de surpreendente no fato de nós passarmos por este ciclo de aumento-queda”, notou.

Ainda de acordo com ele, proximamente o sector energético verá mais falências, especialmente entre pequenas empresas. (SPUTNIK)

DEIXE UMA RESPOSTA