‘Bárbaros’ britânicos precisam de aulas de boas maneiras, rebate jornal chinês

(2015) A rainha recebe o presidente chinês no Palácio de Buckingham (afp_tickers)

A imprensa britânica está repleta de “bárbaros”, que teriam que aprender boas maneiras com a antiga civilização chinesa, afirma um jornal estatal chinês, depois que a rainha Elizabeth II, da Inglaterra chamou de “muito rude” uma delegação chinesa.

Em uma insólita gafe diplomática, a monarca britânica foi flagrada por uma câmara indiscreta na tradicional Garden Party, no Palácio de Buckingham, fazendo um comentário inapropriado sobre a visita oficial do presidente chinês ao Reino Unido em 2015.

O incidente teve uma grande repercussão na quarta-feira, mas na China a transmissão da BBC World foi censurada, de acordo com a emissora britânica.

O jornal Global Times, ligado ao Partido Comunista Chinês, criticou a BBC por ter dado uma importância desproporcional ao incidente.

“O Ocidente chegou ao topo e criou uma civilização brilhante, mas seus meios de comunicação estão cheios de ‘fofoqueiros’ insensatos, ególatras, que mostram os dentes e as garras, e conservam os maus modos dos ‘bárbaros'”, escreve o jornal em um editorial.

“Se eles tivessem expostos aos 5.000 anos da civilização do Oriente, acreditamos que progrediriam para boas maneiras”, completa o texto, escrito em chinês e que não foi publicado em inglês.

A rainha fez os comentários poucas horas depois de o primeiro-ministro David Cameron também ter sido surpreendido por uma câmara ao afirmar que Nigéria e Afeganistão eram “possivelmente os dois países mais corruptos do mundo”. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA