Autoridades reforçam estratégias de vacinação contra a febre-amarela

Campanha de vacinação contra a febre-amarela (Arquivo) (Foto: Cortesia de Ana Ramos)

As autoridades sanitárias da província de Luanda vão reforçar as suas estratégias de vacinação contra a febre-amarela para abranger os mais de 500 mil cidadãos que não foram imunizadas durante a campanha que decorre desde Fevereiro passado.

Uma das principais estratégias, que consta de um plano a ser discutido hoje, terça-feira, pelos directores municipais de hospitais, repartições e chefes de saúde pública dos municípios e distritos, na Escola de Formação Técnica de Saúde, é a vacinação porta-a-porta em zonas identificadas com baixa cobertura durante a campanha, consideradas de risco e com casos positivos.

Consta do plano, que é uma recomendação do governador provincial, Higino Carneiro, saída do encontro realizado na passada quarta-feira com os directores e chefes de repartição da saúde, o reforço da liderança a nível provincial e municipal, advocacia, mobilização social, comunicação interpessoal e de massas, coordenação dos parceiros.

O plano estratégico visa aumentar a cobertura vacinal, combater obstáculos e rumores que dificultam o acesso às vacinas, informar à população sobre a importância da vacina contra a febre-amarela, bem como mobilizar a população para evitar a multiplicação e a picada do mosquito.

São ainda objectivos a busca activa de casos, reforçar a divulgação de informações através dos meios de comunicação social e as parcerias locais, assim como sensibilizar as pessoas por vacinar.

Entretanto, a epidemia da febre-amarela, em Luanda, está com um declínio de 91 porcento, mas, no entanto, persiste transmissão a baixo nível numa população móvel de províncias não vacinadas.

De recordar que as intervenções em vacinação em geral foram muito tardias, principalmente, pela insuficiente disponibilidade de vacinas, o que afecta também o impacto das mesmas.

A epidemia da febre-amarela teve início em Dezembro do ano passado, com epicentro no bairro Zango, município de Viana. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA